AMAR A SUA CRUZ

A espiritualidade nos pede para cada um de nós amar a sua cruz, pois ela é que nos servirá de ponte à felicidade. Pede para que cada um ame a sua realidade, que é a sua cruz diária na família, no trabalho, na doença na dificuldade financeira, enfim, em todos os obstáculos que nos cercam. “Amar a sua cruz” não é amar o sofrimento, mas é aceitar, de bom grado, o desafio de agora, sabendo que ele nos servirá de ponte para novos caminhos.

Vivemos reclamando do que temos e do que somos, não aceitamos a realidade em que estamos inseridos e não vemos os desafios de crescimento que a sabedoria divina embutiu em cada dificuldade que vivenciamos. Nossos problemas são correntes com as nossas necessidades de evolução.

O tamanho da nossa cruz reflete o quanto precisamos nos adiantar em termos de crescimento pessoal. Atraímos os problemas com a finalidade de aprendermos mais sobre nós.

Fonte: Livro “ Sempre Melhor” – Autor: José Carlos De Lucca

Comentários encerrados.