DEIXAR PARA TRÁS

Ninguém se encontra abandonado ao vento da adversidade.

Ergue a cabeça como o Sol se ergue todas as manhãs para iluminar o dia.

Abra os braços para tudo que é bom e para os abraços dos que te amam.

É possível que nesse momento não compreendas as lutas que te são endereçadas, mas os ventos adversos tem o poder de higienizar a vida.

Deixe que o vento leve tudo que te pesa, que entristece, que retém teus passos. Deixe para trás os pesos emocionais excessivos. 

Adeilson Salles

Fonte Livro Caminhos da Alma

Comentários encerrados.