DESÂNIMO

msg 2801

O desânimo pode ser definido como falta de alma, de entusiasmo, de motivação.

Acredito que, nessa horas, já somo derrotados; não colhemos a vitória nem provamos o sabor da conquista, de viver essa experiência. Requer-se muito tempo e dedicação, muita alma e muita paixão para que o trabalho e seus frutos sejam usufruídos em plenitude.

Desânimo é, portanto, a escassez de motivação e de foco; é esquecer o apaixonar-se por aquilo que se faz. Desanimar diante de qualquer tarefa, por sua vez, é sobretudo perder o brilho da vida; perder-se e deixar passar a oportunidade de ser feliz aqui e agora.

Procuremos então, a partir de uma reavaliação sincera, de uma atitude intima corajosa, reacender a chama da fé, dar alma ou adquirir paixão por aquilo que fazemos e, assim reaver o elo vocacional com a tarefa abraçada por inspiração divina. Quem sabe, assim, possamos renascer, reacender o ânimo, ressuscitar como Cristo, iluminados pelo Sol da vida, da nova vida que fluirá de nossa conduta renovada ?

Madre Tereza de Calcutá

Fonte: Livro “ A Força Eterna do Amor” – Pelas mãos de Robson Pinheiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *