DEVERES E DIREITOS

msg-2809

Ah! Como muita gente fala o tempo todo em direitos. No mundo globalizado, ouve-se o eco de muitas vozes clamando pelos direitos do homem, da natureza, dos animais, do idoso, do jovem e do adolescente; direitos, direitos e mais direitos. Poucos falam ou querem se lembrar dos deveres.

Como é fácil reivindicar direitos sem cumprir com seus deveres! É tão comum ver os políticos da falida política humana prometerem, fazerem campanhas inteiras falando de direitos e mais direitos que advogam enquanto são candidatos, pois logo depois de eleito os esquecem, observando muito raramente seus deveres para com os cidadãos, que usam como marionetes para autopromoção.

Muito poucos são os que vivem, que amam e que interagem com as necessidades humanas; que convivem de perto com a fome e a sede de Deus e de Justiça, as quais assinalam as vidas das pessoas perdidas na multidão.

“O Dever é algo muito pessoal; decorre da necessidade de entrar em Ação, e não da necessidade de insistir com os outros para que façam qualquer coisa.”

Madre Teresa de Calcutá

Fonte: Livro “”A Força Eterna do Amor” – Pelas mãos de Robson Pinheiro

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *