JULGAR

msg 2707

“ Quem julga as pessoas não tem tempo para amá-las. “
Madre Teresa de Calcutá

Quero falar daqueles que erram e dos poucos que acertam. Acredito sinceramente que estamos na Terra para fazer tentativas de acertar, para não desistir das lutas e para exercitar nossa humanidade – e não uma angelitude incompreensível. Sob esse ponto de vista, que é meu, pessoal, não vejo por que razão julgar aqueles que procuram acertar, mas que, como nós, ainda estão distante da santidade que exigimos do outro e que ainda não desenvolvemos em nós.
Por que julgar ? Por que submeter o outro à avaliação sem que conheçamos todos os meandros, todas as implicações, conseqüências e motivações de suas atitudes?
Sempre existe espaço para amar.
Quando empregamos nosso tempo para compreender, para ouvir, silenciar outras vezes e amparar o próximo, não há espaço para julgamento.
Será que não foi isso que o Cristo quis exemplificar quando nos disse:
“ Não julgueis, e não sereis julgado. Não condeneis, e não sereis condenados.“ ( Lucas,6:37)
Talvez as palavras do Nosso Senhor merecerão reflexão, como se faz a partir de uma recomendação inteligente, talvez seu exemplo deva ser visto como a atitude mais sensata a adotar, porque produz satisfação e felicidade, em vez de ser tomado como fórmula religiosa de santificação.

Fonte: Livro “ A Força Eterna do Amor“ – Pelas mãos de Robson Pinheiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *