O EQUILÍBRIO

O que nos fez humanos foi a posição ereta.

Cair em pecado é perder essa posição é virar quadrúpede. E quem nos protege dessa “queda” é o cerebelo. Ameaçou cair, ele atua como o anjo da guarda: “Não caia em pecado.”

Mas ser equilíbrio não quer dizer ser estático.

Pelo contrário. O centro de gravidade do corpo varia o tempo todo, a cada posição nossa, ele se desloca para um ponto diferente.

E a função do cerebelo é nos trazer de volta para o centro.

O segredo é esse balanço.

E nisso estão implícitos todas as formas de balanço que experimentamos na vida, como a alternância entre os momentos de repouso e atividade, de alegria e tristeza, de festa e introspecção. Ou seja, o importante não é ser equilibrado, fazendo tudo do jeito tido como “certo”, mas ser um bom equilibrista, se mover nesse balanço, indo e voltando, experimentando a variedade da vida sem perder o centro do equilíbrio.

José Angelo Gaiarsa (1929-2010)

Médico – Escritor – considerado o maior especialista brasileiro em comunicação não verbal.

Fonte: Livro “Palavras do Poder” – Autor: Lauro Henriques Jr

Comentários encerrados.