COOPERAÇÃO

msg 1110

Com quem você coopera?

 

Cooperar é mais importante que competir!

 

Há inúmeras modalidades esportivas onde a competição é necessária e até estimulante.

 

Defender as cores do clube e do país, com esforço e dedicação, representam um admirável exemplo de amor. Mas ainda aí, é preciso reconhecer que o atleta, ao vencer, superou seus próprios limites e,por conseqüência, os demais competidores e não o inverso.

 

Se a vida pela óptica capitalista é competição, concorrência e lucro, pela cooperativista é fraternidade, união e auto-superação.

 

Os órgãos do nosso corpo, embora realizem tarefas distintas, contribuem para a saúde e harmonia de todo o organismo. Juntos, os nossos sentidos nos colocam em relação com o ambiente; o nascimento de uma criança se dá pela junção de dois seres (pelo menos convencionalmente); Jesus elegeu um colégio apostólico para cumprir a sua missão junto aos homens, e mesmo a tão propalada “seleção natural” encerra exemplos curiosos de cooperação nos reinos da Natureza.

 

É certo que uma empresa necessita ser competitiva para ganhar uma fatia no mercado e um empresário precisa ser empreendedor, ter visão de vanguarda, liderança, etc. Entretanto, essa empresa poderá ser rentável sem poluir, competitiva sem sonegar e explorar seus funcionários, colaborando para o bem-estar da sociedade como um todo.

 

A cooperação é uma atitude que gravita acima da competição.

 

Somente quem é forte, corajoso e destemido colabora. As pessoas mesquinhas, invejosas e rígidas enxergam na competição um fim em si mesmo e não um mecanismo de emulação, de estímulo à ação e à realização.

 

Cooperar implica em mudar valores e compreender a vida por um ângulo desconsiderado pelas normas e convenções sociais. Não dispensa esforços, lutas interiores, diálogos constantes. Esbarra,também, em dificuldades e obstáculos, mas tem como base o trabalho conjunto, o auxílio mútuo, onde um supre as deficiências do outro.

 

Socializar uma informação, repartir os sucessos, os lucros, os louros da vitória, auxiliar e respeitar os que começam e mesmo silenciar quando nossa palavra nada possa somar são formas de cooperarmos para a felicidade do grupo onde nos inserimos e com o qual fomos chamados a conviver.

 

No ambiente familiar, no templo religioso, no grupo de amigos, no local de trabalho, sempre surgirão oportunidades de conhecermos os outros, ao mesmo tempo em que vamos nos conhecendo. E o nível de cooperação de uma pessoa com as demais é também um importante diferencial para conhecermos seu caráter e seu coração.

 

“ Não existe um problema que não ofereça uma dádiva para você “           (Richard Bach) .

 

Fonte: Livro: “Conversando com Você” – Autor: Cezar Braga Said 

 

 

UM BOM DIA

msg1010

 

Senhor Deus!
Faze este dia ser bom para mim. Que possa vê-lo com bons olhos, de alma aberta. Que me seja fácil sorrir, pensar com clareza, deixar o amor aparecer na minha face, na palavra convincente.
Pensando em Ti, como faço neste início de dia, minha alma sente um impulso gratificante e se põe alegre. Ela fica esperançosa de que tudo será maravilhoso; mas, se nem tudo for, tem ela primorosas condições para converter os agravos em ensinamentos, desfazer-se do mal e seguir sem ódio.
Esta é a hora de o meu ser se alegrar, encaminhar-se para o melhor e abrir-se à paz, agradecido pelo ontem e entusiasmado com o futuro que está vindo.
Agradeço a posição que o meu ser agora toma e vou, contente, exercitar as minhas qualidades e aproveitar as oportunidades que o dia me oferece.
Obrigado, Senhor, muito obrigado!

 

Fonte: Livro: “Fala com Deus” – Autor : Lourival Lopes

ORAÇÃO ROGATIVA

msg0910
Senhor Jesus!
Agradecendo-te o amparo de todos os dias, eis-nos aqui, de espírito, ainda em súplica, no campo em que nos situaste.
Ensina-nos a procurar na vida eterna a beleza e o ensinamento da temporária vida humana!
Apesar de amadurecidos para o conhecimento, muitas vezes somos crianças pelo coração.
Ágeis no raciocínio, somos tardios no sentimento.
Em muitas ocasiões, dirigimo-nos à tua infinita Bondade, sem saber o que desejamos.
Não nos deixes, assim, em nossas próprias fraquezas!
Nos dias de sombra, sê nossa luz!
Nas horas de incerteza, sê nosso apoio e segurança!
Mestre Divino!
Guia-nos o passo na senda reta.
Dá-nos consciência da responsabilidade com que nos enriqueces o destino.
Auxilia-nos para que o suor do trabalho nos alimente o lume da fé.
Não admitas que o verme do desalento nos corroa o ideal e ajuda-nos para que a ventania da perturbação não nos inutilize a sementeira.
Educa-nos para que possamos converter os detritos do temporal em adubo que nos favoreça a tarefa.
Ao redor da leira que nos confiaste, rondam aves de rapina, tentando instilar-nos desânimo e discórdia…
Não longe de nós, flores envenenadas deitam capitoso aroma, convidando-nos ao repouso inútil, e aves canoras da fantasia, através de melodias fascinantes, concitam-nos a ruinosa distração…
Fortalece-nos a vigilância para que não venhamos a cair.
Dá-nos coragem para vencer a hesitação e o erro, a sombra e a tentação que nascem de nós.
Faze-nos compreender os tesouros do tempo, a fim de que possamos multiplicar os créditos de
conhecimento e de amor que nos emprestaste.
Divino Amigo!
Sustenta-nos as mãos no arado de nossos compromissos, na verdade e no bem, e não permitas, em tua misericórdia, que os nossos olhos se voltem para trás.
Que a tua vontade, Senhor, seja a nossa vontade, agora e para sempre.
Assim seja.

 

Fonte: Essa psicofonia ocorreu no dia 9 de junho de 1955 e fez parte posteriormente do livro “Instruções Psicofônicas” – Espírito: Emmanuel – Médium: Francisco Cândido Xavier
 

FRAGMENTOS DA ALMA

mdg0810

 

Viemos para este planeta para resgatarmos vários momentos de nossas vivências e a dificuldade é sempre necessária para podermos buscar a nossa felicidade.
As diferenças existem como pequenos pedaços de algo importante que pensamos estar faltando em nossas vidas.
Lamentamos por problemas com à família, com os conflitos no trabalho, com a pessoa amada que sempre não corresponde aquilo que nós esperamos.
Chamo isto de fragmentos da alma.
Porções de nossas vidas que precisamos enxergar no outro para podermos nos encontrar com a nossa realidade e que também damos o nome de resgate.
Quantas vezes nos sentimos vítimas indefesas e questionamos as situações.
Vamos aprender a ouvir a mensagem do nosso coração e perguntar ao nosso interior:
O que eu tenho a aprender com este momento que estou vivendo ?
A resposta virá, pois situações são criadas por pensamentos compulsivos.
Só crescemos espiritualmente quando nos abrirmos para amar a nós mesmo, pois iremos entender por que os outros nos incomodam.
Por isto esteja preparado(a) para receber a
Libertação
União com o Divino
Zelo pela vida.

Abraço Fraterno
Yolanda Barros 

Mensagem recebida pela Médium Yolanda Barros em 06/10/2013

 

 

NO CAMPO DA VIDA

Se o Evangelho nos ensina que a árvore é conhecida por seus frutos, transformemos cada dia em planta preciosa de nossa oportunidade.
*
Para isso, meus irmãos, cada noite, indaguemos sobre o resultado de nossas horas.
*
Que frutos recolhemos de nossas conversações?
*
Que benefícios semeamos no espírito dos nossos semelhantes?
*
Que atitudes assumimos para com os nossos amigos?
*
Quantas vezes esquecemos o mal desculpando-lhes os portadores sinceramente?
*
Que serviços foram efetuados por nossas mãos?
*
Teremos sido uma presença proveitosa para quem nos segue?
*
Conseguimos extinguir, em torno de nossa lavoura espiritual, os vermes da maledicência e os gafanhotos da crueldade?
*
Como teremos vivido nossos minutos? Como alguém que chora, perdendo o tempo, ou qual o servidor vigilante que conhece o valor dos segundos, na obra que lhe cabe fazer?
*
Quantas vezes teremos doado algo de bom aos outros, para poder pedir aos outros que nos auxilie?
*
Que espécie de exemplos estamos oferecendo?
*
Que resultados produzem a nossa conduta e o nosso esforço no ambiente doméstico e na área social?
*
Teremos fugido, durante o dia, ao gelo da preguiça e à ventania da cólera?
*
Estaremos valorizando o lugar que ocupamos, em nome do Senhor?
*
Não nos esqueçamos de semelhantes indagações e saibamos viver o bem, de maneira constante, porque cada dia é principio de “tempo novo” para nossa alma e a Sabedoria Divina nos julgará, acima de tudo, não por nossas palavras vazias ou por nossos votos brilhantes, e, sim, pela produção de atos, com que nos expressamos no grande e abençoado caminho para a vida mais alta, porque se o verbo é o elemento que nos define, as demonstrações e os fatos constituem a força que fala por nós, agora e incessantemente.

 

Fonte: Livro: “Reconforto” – Espírito: Emmanuel – Médium: Francisco Cândido Xavier